6 de abril de 2012



Deus, onde te escondes?
Quanto busco um sinal de ti,
tua luz, tua palavra, tua presença.
Mas ouço apenas um sepulcral silêncio.
Seria tua morte ou tua indiferença?
Ou simplesmente foges de mim...
ou de tuas promessas?

Comigo um dia estiveste.
Indicaste-me o caminho a seguir.
Acaso pensas que não te reconheci?
Ando a buscar-te em pássaros e insetos,
crianças, velhos, moribundos, sãos,
na brisa, nas tempestades...

Jamais desistirei de ti.
Apresenta-te. Urge teu serviço.
Afasta ao menos rochedos impenetráveis,
árduos obstáculos, na estrada em que trilho.
É tua parte; de ti, basta um sopro, um gesto.
De mim, força dantesca seria exigida.
Ou planejas uma tal força
em mim?

Enlouquecestes?
Seria esta uma criação demoníaca.
Num comum mortal, o poder de Alighieri!?
Chega de criar! O mundo só precisa de reparos.
Também não te quero em mim... explodiria.
Quero-me em ti, dependendo de ti,
de tua sabedoria.

Apresenta-te, pois, e faze tua parte.

Morgana Gazel


(Esta poesia foi publicada pela CBJE, entre as melhores de 2009)

5 comentários:

Neyde Meireles disse...

Maravilhoso!!
Esse é meu diálogo diário com "Ele"
Morgana esse seu dom é divino!!... Fiquei emocionada, vc transformou em poema um grito inconformado que tenho trancado no peito...
não consegui terminar a leitura sem deixar de derramar lágrimas, acredito que muito tempo guardadas...

bjs

Su Palanti disse...

Lindo! Um grito exuberante e emocionante...
Bjuss

Patricia Lins disse...

Gostei muito! Não estou muito acostumada com poemas sem rimas e cara de poesia "comum", mas, isso não me impede de estar aberta e saber reconhecer uma bela obra.

Respeito sua maneira de expor seus pensamentos e suas impressões da vida dessa maneira tão ímpar.

Talvez assuste, pelo fato de sermos conduidos a ver Deus como um "homem perfeito" e fica estranho vê-Lo dessa sua maneira tão forte e "diferente". Isso pode chocar... Mesmo assim, sua maneira de colocá-Lo é fantástica!

Muitos podem discordar - faz parte da vida, né verdade? Gosto cada um tem o seu - mas, minha filha, esse poema toca muito profundamente.

Não entendo patavinas da arte de poetizar, mas, como pessoa, sou capaz de identificar quando alguma expressão de arte toca em mim. O inusitado o diferente tem sua beleza.

Se alguém ficou incomodado com esse formato, paciência... Sei do seu respeito às divesas opiniões. Entretanto, creio que o RESPEITO seja a palavra em questão. Discordar é saudável. Ofender é tacanho.

Parabéns, mais uma vez, pela coragem de expressar sua maneira de pensar! Quem quiser que pense o que quiser, desde que tenha um minimo de educação e RESPEITO. Existem doversas palavras e maneras de usá-las para demonstrar uma insatisfação. Não se trata de pedido de opinião, apenas de expressão de uma opinião.

Eliane Accioly disse...

morgana,

Ele está em você como em mim e em todos nós. Tantas coisas para conversar! Somos vazio, assim como Ele. Adorei o poema. Bjs

Morgana Gazel disse...

Oi, Eliane
Em meus poemas, raramente sou eu a protagonista. Neste refiro-me a um Deus a que geralmente as almas atormentadas recorrem. Da concepção que tenho de Deus, evito falar porque choco as pessoas. Desde que encontrei o significado de minha vida, passei a sofrer menos por mim e mais pelo outro; a dor do outro passou a ser a minha dor, o que antes não acontecia.